terça-feira, 29 de outubro de 2013

ZombieKillShow

Eu nunca escondi de ninguém o quanto eu queria ter feito o curso de Audiovisual na USP e em uma visita que fiz lá, conheci pessoas muito legais e um grupo no facebook, onde dá pra trocar informações sobre o curso e dicas pra prova específica.

Foi nesse grupo que o Will me achou e me convidou pra fazer uma figuração numa websérie. Eu já tava fazendo Rádio e TV na Cásper, mas topei ir porque achei que a experiência seria legal e que valeria a pena conhecer outras pessoas da área.



Eu e o Will

Mas antes, deixa eu explicar um pouquinho mais...

O ZombieKillShow surgiu como um canal com vídeos rápidos sobre zumbis! Ele é rico em efeitos especiais e direção de arte, então, quem tem interesse nessa parte, é uma ótima referência! Os vídeos são bem engraçados e, além das sketchs, eles fizeram alguns clipes (que eu gosto muito mais).



O primeiro é uma paródia de I Will Survive e tem cenas gravadas na Avenida Paulista. É, no mínimo, estranho pra quem conhece, porque eu fico muito imaginando como eles gravaram, se as pessoas paravam e ficavam olhando... hahahah, fora os efeito, como eu já disse, são um show! O segundo vídeo é uma paródia de Gangnam Style que tava no auge quando o vídeo foi lançado. Ele foi gravado durante a Zombie Walk que acontece aqui em São Paulo todo ano no dia de Finados (2 de novembro). O vídeo também introduz os personagens da websérie Diários do Apocalipse, que foi a figuração que participei.

Diários do Apocalipse foi o trabalho de conclusão de curso (o temido TCC) deles. E conta a história da Dani, uma menina que mora na cidade de São Patriarca, onde acontece um apocalipse zumbi enquanto ela tenta sobreviver e achar algum lugar com internet pra mostrar pro mundo o que tá acontecendo. Na verdade, ela já tem um vlog e vê no apocalipse uma chance de ficar famosa.

Eu fui pra fazer figuração no primeiro dia, e eu iria ajudar na produção na diária seguinte, mas acabei ganhando o papel da melhor amiga da Dani, a Carla. Foi bem divertido, e você precisa assistir pra saber o que acontece com ela, mas vale a pena! A série também é engraçada, e tem bastante sangue cenográfico, claro!


Na primeira diária, no sábado, fizeram esse olho legal aí em mim. Tinha uma gaze por baixo, e a massa e o sangue vieram por cima. Dava pra abrir o olho, mas eu acabei ficando a maior parte do tempo com ele fechado. Em compensação, quando eu tirei, me deu muita tontura, por causa da diferença de luz.

Bonitas

Eu gosto muito da ECA ♥ e o prédio deles é bem mais novo que o da Cásper, mas uma coisa super legal é que a mesa que fica na sala da produção, pelo o que me falaram, era de um programa da Marília Gabriela e tem uma foto dela entrevistando a Hebe! Então, eles batizaram a mesa de...



Eu não tenho fotos do segundo dia, mas fica aqui a playlist com os episódios de Diários do Apocalipse. São só quatro episódios de, mais ou menos, cinco minutos e vale a pena assistir. Eu não sou a maior fã do gênero, mas gostei bastante do resultado!



O coletinho que eu to usando no vídeo é o mesmo que eu tava no YouPix, e o Will disse que é a minha marca registrada, hahah. Ele usa sempre esse chapéu e o Léo Praça, diretor que também acompanhou a gente no debate, usa o óculos.

Ah, já que eu citei o YouPix, lá eu encontrei o Diego Freire, do Canal Vesh, ele faz o Bob na websérie, o personagem mais engraçado e, pessoalmente, ele é super simpático. Não conversei com ele nas diárias, mas trocamos ideias no YouPix, ele perguntou sobre a websérie que eu tava fazendo e conversamos sobre Diários, também. A Carla só encontra com ele uma vez na história, e é uma das cenas que eu acho mais engraçadas (mas que eu também fiquei com raiva hahahah).


Aproveitei pra dar uma tietada, né hehe


E aí, você curte essa "moda zumbi"?

Nenhum comentário:

Postar um comentário